Jovens

“Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza”. (I Tim. 4:12)

 



JANTAR NA SELVA

 



A IMPORTÂNCIA DO MINISTÉRIO COM OS JOVENS

Introdução

A.   Ninguém deve desprezar o jovem, mas o jovem, por sua vez, tem responsabilidades para ser aceito.  Ele precisa ser um exemplo perante outros fiéis (irmãos).

1.    Exemplo Na Palavra: É aquele que lê, observa, ouve e obedece a Palavra de Deus.  Mas a maior ênfase aqui é a conversa do jovem: como se expressa; como fala.

2.    Exemplo Na Pureza:  É aquele que mantém a sua vida pura da prostituição, da lascívia e da imoralidade.  Ilus: Quinhentos jovens batistas fizeram um concerto na cidade de Washington que só vão conhecer o sexo dentro do casamento.  Fizeram isso como campanha contra a AIDS e outras doenças venéreas.

3.    Exemplo No Trato:  Refere-se também à palavra do jovem.  Quando ele faz uma promessa ou um compromisso ele assume o que cumpriu, mesmo levando prejuízo.   A palavra dele vale ouro.

4.    Exemplo No Amor:  Amor para com Deus e depois para com os homens.  A maior tragédia da juventude hoje em dia é o fato de que não amam a Deus—a ninguém—senão a si mesmos.

5.    Exemplo No Espírito: O jovem precisa exercitar os dons “talentos” que o Espírito Santo lhe concedeu.  Quem não exercita fica paralítico e atrofiado.  Existem talentos naturais: cantar, tocar, desenhar, concertar coisas, mas existem talentos espirituais: ensinar, pregar, exortar, e etc.

B.   Assim sendo, uma igreja precisa de um ministério, entre os jovens, que permita que cada jovem seja um Exemplo entre os Fiéis.

1.    Nos últimos 35 anos, a ênfase do trabalho entre os jovens tem sido “diversão”.  Festas, viagens, jogos, gincanas, picnics, e outros.

2.    Se “diversão” fosse a resposta, as igrejas deveriam estar cheias com os jovens de 35 anos atrás.

C.   Líderes cristãos estão chegando à conclusão que o “Evangelismo” é a melhor atividade para os jovens de todas as idades.

1.    Evangelismo ajuda o jovem a criar liderança, ousadia, autoconfiança e a arte da comunicação.

2.    Ajuda o jovem a saber qual é a plano de Deus para a sua vida.

D.   Evangelismo inclui atividades como:

1.    Pregação ao ar livre

2.    Distribuição de folheto

3.    Visitação de porta em porta

4.    Testemunho nas ruas ou lugares públicos

5.    Visitação da igreja

6.    Evangelismo pessoal durante a semana

I.     COMO AVALIAR O SUCESSO DE UM GRUPO DE JOVENS?

Depende de quem está avaliando. Geralmente o primeiro fator de sucesso é:

A.   NÚMEROS

Afinal de contas, os números indicam quantos jovens realmente ouviram ou pregaram o Evangelho.  Quantos ensinaram ou aprenderam a Palavra de Deus. Se há 30 jovens na igreja e apenas 10 vieram ao encontro dos jovens, o número é um sinal de ALERTA para os líderes.

Ilustração:  Eu me lembro quando os Ceifadores alcançou 55 jovens por domingo.  Aquele número expressava muito bem o avivamento espiritual que estava ocorrendo em nossa igreja. Ao passo que um número baixo podia indicar a frieza e a apatia espiritual dos jovens.

Portanto, números é um fator importante, sim.  Não devemos ficar desanimados com um número baixo, mas ficar animados com um número alto. O livro de ATOS revela os números de forma expressiva: 120, 3 mil, 5 mil e depois perderam a conta

Ilustração: Disseram-me que a nossa igreja jamais teria um bom número de jovens porque somos tradicionais demais para os dias de hoje. No entanto, o bom numero de jovens do TBM atualmente prova que uma igreja não precisa comprometer padrões para alcançar os jovens.

Outro fator:

B.   ATIVIDADES ESPETACULARES

Todas as semanas os jovens realizam uma atividade atrativa, mas uma vez por mês, uma atividade espetacular. Existem atividades extravagantes como alugar um helicóptero para um passeio com os jovens. Um dia na chácara, gozando de boa comunhão e atividades esportivas também atraem os jovens para o encontro.

Muitas igrejas seguram os seus jovens com atividades espetaculares, mas lembre-se que essas atividades custam muito dinheiro e não são garantias de fidelidade e crescimento espiritual.

Como jovem, uma das coisas que eu mais gostava era de intercâmbios entre igrejas de mesma fé.  Porém, os riscos são grandes. Às vezes, maiores que os benefícios (música, roupas, doutrinas, desentendimentos, etc.).

Outro fator:

C.   EVANGELISMO DINÂMICO

Os jovens podem visitar membros e visitantes da igreja, visitar os vizinhos ou realizar culto ao ar livre.  Distribuir folhetos, fazer uma viagem missionária—passar alguns dias, ajudando missionários entre os índios ou coisas assim.

O grupo acaba crescendo por causa dos novos convertidos.  Essa atividade aumenta o MORAL do grupo e cria animação entre os jovens.

Ninguém pode negar que o Evangelismo é o melhor fator para se avaliar o sucesso do ministério entre os jovens. 

Outro fator:

D.   PROGRAMA ESPECIAL DE MÚSICA

A música precisa ser soberba!  Bem ensaiada e bem ministrada.  Os jovens que possuem talento para cantar e tocar aproveitam o ministério da música como oportunidades de serviço. 

Temos que ter cuidado, pois TODOS gostam de cantar, mas nem TODOS têm este talento.  Geralmente a música cria o pecado de orgulho sobre aqueles que cantam e tocam.

A música tem sido usada como um grande meio de granjear jovens para a igreja. Ela deve ser: animada, fervorosa e bem expressiva, mas não deve ser mundana, ritmada e nem popular.

Outro fator muito importante:

E.    AS QUALIDADES PESSOAIS E ESPIRITUAIS DO LÍDER DOS JOVENS

Ele possui aptidões atléticas. É um bom professor; é um bom pregador; faz amizade com facilidade; ele passa entusiasmo e confiança para o grupo. É organizado e sente orgulho dos seus jovens.

F.    Essas são algumas maneiras que encontramos nos livros de como avaliar o sucesso de um grupo de jovens, mas a melhor avaliação vem dos princípios da Palavra de Deus: “Sucesso é conhecer e fazer a vontade perfeita de Deus”.

G.   O objetivo é este: que cada jovem conheça e faça a vontade de Deus em sua vida.  O indicador do sucesso é quão bem os jovens estão aprendendo e ensinando as lições da Grande Comissão de Cristo e como cada jovem está se conformando à imagem de Cristo. 

H.   Portanto, quais devem ser os MÉTODOS e PROPÓSITOS de um grupo de jovens?

II.   MÉTODOS

Antes, porém, vamos ler Provérbios 3:5-6:  “Confia no SENHOR de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas”.

A.   PONTO DE VISTA ERRADO

1.   Usa métodos errados como o rock cristão porque é popular e atrai multidões. 

2.    Testemunhos de jogadores de futebol ou atores e atrizes de televisão que “dizem” ter “nascido de novo”.  

Ilustração: Eu li o testemunho do artista Gesse Valadão e quando acabei, senti-me sujo, defraudado.  Ele foi muito explicito em suas suas declarações.  Eu não sei se ele realmente aceitou Jesus, mas prefiro o testemunho de uma criança.

3.  Outro erro é ficar apelando para as emoções. Jovens são bastante emotivos. O líder de jovens pode pedir aos jovens para se abraçar e apertar as mãos como prova da união do grupo.  O sucesso é medido se os jovens estão chorando no altar.  A música ajuda muito neste ponto.

4.    Comprometer os padrões espirituais para agradar é errado. Tudo é aceitável—cabelo, roupas, linguagem. O líder se veste como jovem, fala como jovem.  Ele deixa os jovens liderarem e conduzirem os encontros.

B.   PONTO DE VISTA CORRETO

1.    Evangelismo: O grupo de jovens existe para cumprir a Grande Comissão do Senhor Jesus Cristo.   Filipenses 2:16: “Retendo a palavra da vida, para que no dia de Cristo possa gloriar-me de não ter corrido nem trabalhado em vão”.

2.    Defendendo As Escrituras:  O grupo de jovens existe para defender a Palavra de Deus. Tito 1:9: “Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes”.

III. PROPÓSITO

O propósito é refletir a imagem de JESUS na vida dos jovens.  Romanos 8:29: “Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos”.

1.    O líder dos jovens EQUIPA os jovens para o trabalho do Senhor. Efésios 4:12: “Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo”.

2.    Ele encoraja os jovens a confessar os seus pecados e a se renderem à vontade de Deus. 

3.    Ele cria caráter na vida dos jovens, ajudando-os a manter uma vida disciplinada, ensinando que não existe um substituto para a pregação e ensino da Palavra de Deus.

4.    Ele encoraja a memorização das Escrituras e aplicação dos princípios bíblicos para o dia-a-dia dos jovens.

5.    Ele depende de oração e do PODER do Espírito Santo para liderar os jovens. 

6.   Ele ora pelos jovens com fervor e compromisso.

Conclusão:

A.   Para tudo isso, o grupo de jovens precisa de uma filosofia bíblica que possa controlar os métodos e propósito do ministério entre os jovens.

B.   O que é FILOSOFIA?  Por detrás de toda ação existe uma filosofia.  A filosofia de um homem determina as suas ações.  “Filosofia é um sistema de valores e crenças que guiam as ações de uma pessoa”.

1.    A filosofia do crente, portanto, deve ser ancorada nos princípios bíblicos. 

2.    Por exemplo, todas as pessoas têm uma filosofia sobre comida.  Ou você vive para comer ou come para viver.

3.    De qualquer forma, I Coríntios 10:31 diz: “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus”.

4.    O grupo de jovens é para a glória de Deus—não da igreja ou do pastor!

C.   A Filosofia Bíblica Presta Atenção Nas Três Instituições Estabelecidas Por Deus:

1.    O Lar  (Efésios 6:1-3)

2.    A Igreja  (He 10:25)

3.    O Governo  (Rom 13:1-5)

FILOSOFIA:

Cristo deve ter a preeminência  (Col. 1:18-19)

Homem: pecador

Autoridade - Bíblia 

Deus - Santidade

Futuro - Serviço

Outros - Evangelismo

Cristo - Pessoa e Obra

Nós-Servos

OBJETIVO:

A imagem de Jesus (Rm. 8:29)

Salvação

Estudo Bíblico

Separação do Mundo

Consagração

Ganhar Almas

Louvores de Sacríficio

Amor por Deus e Outros

RESULTADOS:

Mental, física, espiritual, social (Lucas 2:53)

Disciplina

Estudo Bíblico

Evangelismo

ATIVIDADES:

Tudo para a glória de Deus. (I Co. 10:31)

Banquetes

Acampamentos

Comunhão

Esportes

Música

Evangelismo

Filmes e etc.