Palavras do Pastor

"Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém. Ora vem, Senhor Jesus." (Ap. 22:20)

















E O MUNDO PASSA... 

Todo ser humano tem noção de sua fragilidade e brevidade física. Mesmo assim, muitas pessoas estão vivendo como se nunca fossem envelhecer, adoecer e morrer. Observe os políticos corruptos, por exemplo. Ainda que possuam foro privilegiado deste lado da vida, um dia terão que prestar contas ao Criador e a Bíblia promete um julgamento imparcial e implacável da parte de Deus: “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo” (Hebreus 9.27). 

Mas não é só o homem sem Deus que está vivendo como se o mundo fosse eterno. Muitos crentes, que conhecem a Palavra de Deus e o Deus da Palavra, estão desperdiçando suas vidas com o desânimo e o mundanismo. Priorizam os bens materiais, o descanso e, principalmente, o prazer carnal em detrimento de uma vida cristã dedicada a Deus e ao próximo. Crentes assim perdem o desejo de frequentar a igreja, ler a Bíblia e falar do Senhor Jesus Cristo. 

Preocupado com o pecado de apatia espiritual, o Apóstolo Paulo escreveu: “A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz” (Romanos 13.12). Basta olhar para trás e reconhecer que a noite realmente é passada. O tempo voa e com ele a nossa saúde e a nossa vida. Vamos rejeitar as obras das trevas como o desânimo e o mundanismo e nos revestir de amor fraternal, oração e evangelismo. 

Pastor Rômulo.


AOS JOVENS DO TBM

Sucesso, eis uma palavra perseguida por pessoas de todas as culturas e tempos, é natural que o ser humano deseje sucesso em seus empreendimentos e para nós crentes não é diferente. A Conferência Jovem foi um sucesso? Sim, pois houve um bom apoio das famílias da igreja, nossos jovens participaram ativamente das atividades dos cultos, as mensagens foram edificantes e tivemos mais de duzentos visitantes que pela primeira vez estavam em nossa igreja, além de muitos outros jovens e irmãos de outras igrejas que vieram cultuar a Deus conosco. Digo isso, pois nossa primeira impressão de sucesso é transmitida por números, é assim que avaliamos se algo foi ou não produtivo.

Portanto, olhando para os números podemos dizer que a Conferência Jovem foi um sucesso, e isto é importante e encorajador. Parabéns aos jovens e a todos aqueles que se empenharam nesta conferência, é visível em cada um de vocês que o alvo que buscam vai muito além dos números, pois contemplam o verdadeiro sucesso que é a glória do nome do nosso Deus.  “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus” (1 Coríntios 10:31). Os números foram a consequência de terem se empenhado pelo alvo certo, a glória de nosso Deus!

Jovens do TBM, somos gratos a Deus pela vida de cada um de vocês, pela energia e animação que demonstram em seus afazeres, pela amizade sincera, pelo desejo de participarem cada vez mais ativamente da vida da igreja, pela compreensão nos momentos difíceis, pela união que tem demonstrado, pelo encorajamento em cada palavra, pela disposição ao sacrifício pessoal em prol do grupo e pelo amor, marca de todo verdadeiro cristão. Os jovens do TBM tem nossa gratidão e respeito.

 Pastor Fabiano F. Almeida

Pastor de Jovens do Templo Batista Maranata


EXAMINAI-VOS

Você verdadeiramente nasceu de novo? Veja algumas marcas que identificam o salvo em Cristo.

Todo aquele que nasceu de novo tem necessidade de alimento espiritual. Em Mateus 5:6 lemos “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos”.

Todo aquele que nasceu de novo usa os membros do seu corpo para a glória de Deus, como descrito em Romanos 6:19 “...assim como apresentastes os vossos membros para servirem à imundícia, ...assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para santificação”.

Todo aquele que nasceu de novo é cônscio que deverá prestar contas a Cristo por seus atos, como ensina 2 Coríntios 5:10 “Porque todos devemos comparecer ante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o que tiver feito por meio do corpo, ou bem, ou mal”.

Todo aquele que nasceu de novo vive na prática da justiça, como nos diz 1 João 2:29 “Se sabeis que ele é justo, sabeis que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele”.

“Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados” 2 Coríntios 13:5.

Pastor Fabiano F. Almeida  


Goiânia, 24 de março de 2015

O HOMEM DE CARÁTER

Quando um presidente da república cai no pecado de adultério, a população pergunta: “Como ele pode ser fiel ao país se não consegue ser fiel à sua própria esposa?” Esta é uma pergunta bastante contundente, pois a esposa, em tese, deveria ser mais importante que a nação. Portanto, não é utopia dizer que o presidente ideal deveria ser também o marido e o pai ideal. Ou seja, um homem de caráter tanto dentro como fora de casa.

Um homem de caráter será fiel para a sua família. Hoje em dia, vivemos em meio a muitas tentações no trabalho e até mesmo na igreja, mas o temor do Senhor irá nos manter longe do pecado. Só de imaginar a dor e o vexame que o pecado pode causar em nossas vidas, fugimos do errado assim como o Diabo foge da cruz de Jesus Cristo.

Um homem de caráter será fiel à sua igreja. Ao invés de ficar enxergando defeitos nos irmãos e falhas nos pastores, o bom homem procura oportunidades para cooperar na obra de Deus. Há muitas lacunas que precisam ser preenchidas como a pontualidade e a frequência aos cultos. A igreja se fortalece com a presença de todos enquanto se desfalece com a ausência de alguns.

Finalmente, um homem de caráter será fiel a Deus. Apesar da passagem do tempo, das tribulações e dos altos e baixos, ele nunca desiste da fé cristã. Vinte e um anos depois, ele ainda ama a sua família e a sua igreja. Que Deus nos dê mais homens fiéis! “Salva-nos, SENHOR,  porque faltam os homens bons; porque são poucos os fiéis entre os filhos  dos homens” (Salmo 12.1).

 Pr. Rômulo


Goiânia, 05 de fevereiro de 2015

TBM DE RIBEIRÃO PRETO

        O Templo Batista Maranata de Goiânia nasceu com a missão de implantar outras igrejas da mesma espécie. Seria muito fácil fazer um círculo ao nosso redor e utilizar todas as pessoas e todos os recursos apenas para o nosso próprio bem espiritual e social, mas Deus não chamou o TBM para ser uma igreja exclusivista e, sim, expansionista. Com muito sacrifício financeiro, físico e emocional, o TBM já implantou três igrejas, um instituto bíblico e uma escola cristã para a glória de Deus.

        Mais uma vez, a nossa igreja está pronta a se sacrificar. O Templo Batista Maranata de Ribeirão Preto já é uma realidade aos olhos de Deus. Há pelo menos três famílias sedentas por uma igreja vibrante, missionária e, acima de tudo, fiel à Palavra de Deus naquela cidade. O trabalho será muito árduo, pois diferentemente do povo goiano, os paulistas são mais fechados para a mensagem do Evangelho, mas, com certeza, Deus tem poder para alcançá-los.

        Para que este projeto seja bem-sucedido, não podemos cometer o erro de separar os dois ministérios, pois, na verdade, trata-se de uma extensão e não de uma separação. Por isso, haverá intercâmbios contínuos entre nós com o apoio de todos os pastores e diáconos da igreja. Até certo ponto, depende de nós, como igreja, o tempo necessário para estabelecer este novo projeto. Com o seu apoio espiritual e financeiro, quem sabe abriremos mais um TBM em apenas 18 meses como aconteceu em Londrina? Para Deus nada é impossível, principalmente, quando amamos o que Deus ama: “Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração” (Mateus 6.21).

Pastor Rômulo


Goiânia, 22 de janeiro de 2015

A IMPORTÂNCIA DA COMUNHÃO

A igreja primitiva praticava comunhão diária entre si. Mesmo depois de ultrapassar a marca de três mil membros, o livro de Atos registra a interação entre os irmãos na área espiritual (oração e pregação), como na área social (contribuição e o partir do pão). Nos dias de hoje, seria o mesmo que participar de todos os cultos, chás de bebê, banquetes e piqueniques da igreja (Atos 2.44-47).

Devido à correria do dia-a-dia, a igreja está dividida entre irmãos que só frequentam-na no meio da semana ou no domingo pela manhã ou à noite. Poucos membros conseguem frequentar os três cultos da igreja com fidelidade e ainda há aqueles que mal visitam a Casa de Deus no decorrer do mês. Se o crente salvo entendesse a importância da comunhão aos olhos de Deus, não se ausentaria, mas daria mais valor à sua igreja e às atividades dela.

Comunhão significa participação. Atos 2.44 diz, “E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum”. “Juntos” significa que a igreja precisa da presença de todos os eleitos de Deus a fim de ser operacional. Infelizmente, há membros que não foram eleitos por Deus. Atos 2.47 deixa este ensinamento bem claro: “... E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar”. Portanto, se você e eu fomos colocados no Templo Batista Maranata pela própria vontade de Deus, precisamos ficar juntos e não agir mais como se a igreja não precisasse de nós e nós não precisássemos da igreja.

Pastor Rômulo 


Goiânia, 08 de janeiro de 2015

A VITÓRIA QUE VENCE O MUNDO

                Já fomos avisados que 2015 será um ano muito difícil na área econômica e política de nosso país. A fim de evitar o pior, os governos locais e federal já iniciaram cortes profundos em seus orçamentos que irão afetar principalmente as classes mais pobres da sociedade.  Na área moral, o novo ano será muito complicado também. Além da apologia que a mídia faz à prostituição entre pessoas do mesmo sexo e ao adultério,  livros didáticos, usados no ensino fundamental, estão estimulando a prática do sexo ilícito sob o pretexto de tolerância e inclusão social. Não é coincidência que crianças estão entrando cada vez mais cedo na puberdade e aumentando as chances para certas doenças.

                Diante do cenário nacional e mundial, o verdadeiro filho de Deus pode dizer: “O SENHOR é a minha força e o meu cântico; e se fez a minha salvação” (Salmo 118.14). Com respeito à economia, Deus promete suprir todas as nossas necessidades. Talvez não tenhamos tudo que desejamos em 2015 como passeios, carros e casas, mas teremos tudo que precisamos como comida, saúde e proteção. Na área moral, quanto mais escuro for o mundo, maior será o brilho do filho de Deus. Contra a prostituição e a impureza, nada melhor que um crente limpo de coração porque é este crente que está diante da presença de Deus: “Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus” (Mateus 5.8).

                Concluindo, 2015 poderá ser o melhor ano de todos os tempos na vida dos irmãos do Templo Batista Maranata, pois será necessário praticar a verdadeira fé e é somente através da fé que conseguimos agradar a Deus. Será necessário buscar primeiro o reino de Deus nas finanças, no tempo, nas amizades e nos pensamentos. Apesar de todas as previsões negativas, depende de nós se 2015 será um ano de bênção ou de maldição: “Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé” (I João 5.4).

 Pastor Rômulo.


Goiânia, 09 de novembro de 2014

ESPERAMOS O MELHOR DE DEUS

        Hudson Taylor, missionário pioneiro no país da China, disse: “Espere grandes feitos de Deus; realize grandes feitos por Ele”. Em outras palavras, quanto mais trabalharmos para a glória de Deus, mais milagres Ele operará em nossas vidas e na vida das pessoas mais próximas de nós. Trata-se da lei do semeador: tudo que semeamos, iremos ceifar em dobro.

            Estamos às vésperas do vigésimo primeiro aniversário de nossa igreja e basta três simples atitudes de nossa parte para transformar este aniversário no melhor de todos os tempos: frequência em todos os cultos entre os dias 21 e 23 deste mês, oração constante pelo poder de Deus e encher a igreja com os nossos convidados pessoais. Hudson Taylor diria que se cada um de nós realizasse essas três obras, o Templo Batista Maranata iria experimentar um reavivamento espiritual sem precedente. Não só a igreja seria abençoada, mas Deus também visitaria nossas famílias, nosso emprego, nossa saúde e nossa vida em geral.

            A Bíblia revela que quando o povo de Deus se une para fazer a obra de Deus, todos saem beneficiados. Portanto, eu conclamo cada crente, que se considera parte desta igreja, a realizar as três obras citadas acima: participação, oração e muitos convites para que amigos, parentes e vizinhos tenham a oportunidade de ouvir o plano de salvação. Se cada um fizer a sua parte, logo após as conferências iremos dizer: “Grandes coisas fez o SENHOR por nós, pelas quais estamos alegres” (Salmo 126.3). Por favor, acredite nesta promessa!

 Pastor Rômulo Weden Ribeiro

Goiânia, 02 de novembro de 2014

IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS

O Templo Batista Maranata de Goiânia nasceu para implantar outras igrejas batistas da mesma espécie, pois a Palavra de Deus ensina que a igreja local, formada por seus pastores, diáconos e membros, é fonte de evangelismo e discipulado. A igreja local é um complemento da família e o maior instrumento de evangelização do mundo.

            Por esta razão, com apenas três anos de vida, ainda em formação e ocupando um prédio alugado, o TBM de Goiânia deu vida à sua primeira filha: o Templo Batista Ebenézer. Na época, cedemos cerca de 25 pessoas para dar início a este novo ministério e apoiamos esta igreja financeiramente até a construção final de sua sede.

            Com 10 anos de vida, o TBM de Goiânia deu início à sua segunda igreja: o Templo Batista Maranata de Londrina, cedendo o seu próprio pastor e família, juntamente com o Irmão Geraldo por cerca de dois anos. Devido ao intenso trabalho, ficamos doentes e o Irmão Geraldo passou um mês internado com infecção no miocárdio. Além das ofertas que levantamos entre algumas igrejas norte-americanas, foi preciso fazer doações de nossos bens materiais para ver o TBM de Londrina em sua própria sede e com o seu próprio pastor.

            Com 16 anos de vida, o TBM de Goiânia deu vida à sua terceira filha: o Templo Batista Maranata de Aparecida. Adquirimos um terreno de quase dois mil metros quadrados e entregamos o prédio pronto para o Pr. Éverton e sua família. Esta igreja ainda é nossa congregação, com apenas três anos de idade, mas está no caminho certo para crescer e se tornar independente.

            Com 21 anos de vida, o TBM de Goiânia se prepara para dar início à sua quarta igreja: o TBM de Ribeirão Preto. Alguém ainda tem dúvida que esta é à vontade perfeita de Deus? Temos sido consistentes com a nossa missão e não podemos mudar agora. Até a Volta de Cristo, mais igrejas precisam ser abertas e rogamos que o TBM Mãe nunca mude de ideia. Vamos continuar investindo nossas finanças, orações e até mesmo os nossos pastores para alcançar este alvo que é de Deus.

 Pastor Rômulo Weden Ribeiro


Goiânia, 19 de setembro de 2014

AS QUALIDADES DE UMA BOA IGREJA

          Vinte e dois por cento da população brasileira se considera evangélica, cerca de 42 milhões de pessoas. Sessenta por cento dos evangélicos brasileiros pertencem às igrejas pentecostais, mas, dentre as dez maiores denominações evangélicas do país, a Igreja Batista está em segundo lugar com cerca de 3.723.853 membros; mas, antes de comemorar este número, lembremo-nos que, hoje em dia, há igrejas batistas renovadas, além de tradicionais. Apesar de evangélicas, há igrejas interdenominacionais, liberais, tradicionais e pentecostais espalhadas pelo Brasil. Como podemos escolher uma boa igreja?

          Em primeiro lugar, uma boa igreja pertence ao Senhor Jesus Cristo. Ela não é do homem ou dos homens. Jesus disse: “... sobre esta pedra edificarei a minha igreja...” (Mateus 16.18). A igreja moldada de acordo com o interesse público ou para promover personalidades não pertence ao Filho de Deus, pois, para ser bem-sucedida, tal igreja precisa exaltar o homem e pregar de acordo com o interesse dos ouvintes. Paulo profetizou sobre esse tipo de igreja quando disse que, nos últimos dias, as pessoas procurariam pregadores que falassem de acordo com o que elas gostariam de ouvir (II Timóteo 4.3).

          Uma boa igreja é fiel à Palavra de Deus. Ela não vive de marketing e muito menos de modismos que variam anualmente. Ela vive de doutrina e crescimento espiritual. Movimentos passam, mas a Palavra de Deus permanece para sempre. A igreja neotestamentária não aceita novidades, mas somente os ensinamentos canonizados dos apóstolos que disseram: “Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente” (Efésios 4.14).

          Que bom ser evangélico! Mas, a sua igreja é uma boa igreja? Jesus disse para a igreja de Laodicéia, que significa “Justiça do Povo”: “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo” (Apocalipse 3.20). Qual seria a vantagem de fazer parte de uma igreja da qual Jesus não faz parte?

Pastor Rômulo

Goiânia, 10 de setembro de 2014

INCREDULIDADE NÃO COMBINA COM MISSÕES  

        Na última quarta-feira, o Missionário Isaías Divino prestou contas de seu ministério entre as comunidades ribeirinhas ao longo do Rio Amazonas para o Templo Batista Maranata de Goiânia. Tanto o seu relatório como o desafio bíblico que ele nos trouxe foram excelentes. Apesar de todas as bênçãos espirituais e numéricas, o Missionário Isaías relatou que está recebendo apenas 50% do sustento que lhe foi prometido pelas igrejas e, algumas vezes, ele recebe apenas 25% do que lhe foi prometido.  Pela graça de Deus, o Irmão Isaías disse que o TBM tem sido fiel com o seu apoio mensal.

         O que leva crentes a desistirem da Promessa de Fé para Missões? Há muitas razões, mas a financeira não é a principal delas. Na verdade, o dinheiro seria uma das últimas razões por detrás do nosso desânimo. O Missionário Isaías destacou a incredulidade como fator determinante para a nossa falta de participação na obra missionária. Muitos crentes não acreditam na importância da salvação, da pregação do Evangelho e do envio de pregadores para os confins da terra.  Há de se perguntar se esses crentes são realmente salvos. Com certeza não são gratos.

            Jesus disse: “E eu vos digo: Granjeai amigos com as riquezas da injustiça; para que, quando estas vos faltarem, vos recebam eles nos tabernáculos eternos” (Lucas 16.9). As riquezas da injustiça (dinheiro ou bens materiais) irão nos faltar, se não em vida, com certeza na morte, pois ninguém poderá levar os seus pertences para a eternidade. Porém, Jesus ensina que se usarmos as nossas riquezas para “fazer amigos”, esses amigos irão nos encontrar um dia no céu. Preste atenção ao versículo mais uma vez de forma parafraseada: “Eu estou lhes dizendo: Faça amigos com o dinheiro sujo deste mundo, para que quando você não tiver mais esse dinheiro, em vida ou na morte, os amigos que você conquistou com o seu investimento espiritual possam recepcioná-los nas mansões celestiais”.

Só uma pergunta: você está participando da Promessa de Fé para Missões?

Pr. Rômulo



Goiânia, 10 de agosto de 2014

O MEU PAI NÃO É DESTE MUNDO

           Uma criança de 10 anos mostrou orgulhosamente uma figura pornográfica para o seu pai, dizendo que a mesma pertencia a um de seus coleguinhas. O pai, demonstrando grande indignação, rasgou aquele desenho, prometendo disciplinar o filho se houvesse uma próxima vez. Quando o colega soube que sua figura havia sido destruída ficou muito zangado e disse: “Seu pai não é legal como o meu pai”. Os anos se passaram e o filho, cujo pai era mais legal, caiu no mundo das drogas e da prostituição. O filho, cujo pai não aceitou nenhuma forma de pornografia, se tornou missionário evangélico e, acima de tudo, um pai de família.

        Os valores de um homem determinam o futuro de seus filhos. Desde que nascem, nossos filhos observam o valor que damos à família, à igreja e ao trabalho. Eles estão observando a maneira como tratamos suas mães, nossos irmãos em Cristo e colegas. Aprendem a mentir ou a dizer a verdade, roubar ou trabalhar, orar ou passar tempo em frente à televisão, passear ou frequentar a igreja.

           Portanto, o maior objetivo na vida de um homem que conseguiu procriar, pela graça de Deus, é repassar para as próximas três ou quatro gerações os valores eternos que fazem do ser humano uma pessoa sábia, salva e santa. Quando o maior objetivo é o financeiro ou material, os pais correm o risco de criarem filhos que nunca irão para o céu, além de viverem um inferno aqui na terra. Homens, pais, vamos fazer como Abraão e criar nossos filhos na doutrina e admoestação do Senhor: “Porque eu o tenho conhecido, e sei que ele há de ordenar a seus filhos e à sua casa depois dele, para que guardem o caminho do SENHOR, para agir com justiça e juízo; para que o SENHOR faça vir sobre Abraão o que acerca dele tem falado” (Gênesis 18.19).

Pr. Rômulo


Goiânia, 15 de junho de 2014

UM MINUTO SÓ

          Quem não tem um minuto para doar? Em 60 segundos podemos fazer a diferença na vida de muitas pessoas. O tempo é uma commodity de igual importância e quantidade entre os seres humanos. Todos possuem 24 horas por dia a fim de realizar suas obras, descansar, dormir e se divertir entre os amigos e parentes. O problema não é a falta de tempo, mas como o tempo tem sido utilizado em nossas vidas. Em geral, gastamos mais tempo nos divertindo, descansando e trabalhando do que sendo uma bênção na vida das pessoas. No entanto, Deus nos chamou para ajudar pessoas: “Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.... Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim” (Mateus 25.40,45).

          Em apenas um minuto, podemos orar pelo culto que está prestes a começar, cumprimentar o visitante que compareceu em nossa igreja, saudar um irmão que não vimos durante a semana, entregar nossos dízimos e ofertas e sorrir porque temos Jesus no coração. Apesar de ser tão fácil assim, alguns crentes conseguem entrar e sair da igreja sem investir um minuto sequer na vida de outras pessoas.  Entram e saem calados da igreja porque ainda não entenderam a vontade de Deus para as suas vidas: “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado” (I João 1.7).

          A partir de hoje, faça questão de saudar e conversar com seus irmãos em Cristo e visitantes que Deus graciosamente coloca em nosso meio. Seja agradável. Seja amigável. Seja uma bênção.

 Pastor Rômulo Weden Ribeiro 

Goiânia, 15 de junho de 2014

O MINISTÉRIO DA CONSOLAÇÃO

Há muitas pessoas sofrendo física e espiritualmente no Corpo de Cristo, pois, apesar de salvas, a carne ainda reina em suas vidas e o mundo em que vivem não oferece nenhum tipo de proteção. Só Deus conhece a angústia e a tristeza pelas quais esses irmãos estão passando, mas nós podemos ajudar. Como? 

Primeiramente, não criticando as atitudes de quem sofre e muito menos julgando as causas do sofrimento. Somente Deus e profetas especiais como Natã podem apontar a causa do sofrimento e em muitos casos não é o pecado, mas a vontade perfeita de Deus. Cabe à maioria de nós orar e oferecer a nossa simpatia e compreensão. Atuar como juiz nessas horas é perigoso por duas razões: por falta de onisciência, podemos condenar o inocente e Deus pode permitir que o mesmo sofrimento ou algo pior abale nossas vidas também. Portanto, só podemos orar e encorajar o crente sofredor e desanimado. 

Em segundo lugar, não devemos dividir o Corpo de Cristo, buscando culpados e separando os irmãos. Jesus nos chamou para sermos pacificadores e não contenciosos. Devemos sempre ficar do lado da Bíblia e não de pessoas com as suas queixas e questões carnais e mundanas. O pacificador busca o bem de Cristo e, consequentemente, o bem de todos os envolvidos. Por outro lado, o crente usado pelo Diabo divide os irmãos e a igreja, trazendo a ira de Deus sobre si mesmo. Deus abomina o litigioso: “Estas seis coisas o SENHOR odeia, e a sétima a sua alma abomina... A testemunha falsa que profere mentiras, e o que semeia contendas entre irmãos” (Provérbios 16:16-18).

A partir de hoje, vamos praticar o ministério de consolação e fortalecer o amor fraternal entre os irmãos. Vamos? 

Pastor Rômulo W. Ribeiro

Goiânia, 08 de junho de 2014

GOÍAS ESTÁ DE LUTO

O ex-jogador de futebol do Goiás e Internacional, Fernando Lúcio da Costa, conhecido como FERNANDÃO, faleceu na madrugada desta sexta para sábado em um trágico desastre aéreo. Além dele, mais quatro amigos que o acompanhavam também morreram devido à queda do helicóptero. FERNANDÃO era um jogador exemplar dentro de campo e uma pessoa muito carismática. 

Horas antes de sua morte, FERNANDÃO estava pescando com seus amigos no Rio Araguaia, onde passeou de lancha. À tarde, eles se confraternizaram em sua fazenda nas proximidades de Aruanã. Depois de um longo dia de lazer, FERNANDÃO e seus amigos tinham à disposição um belíssimo helicóptero que os levaria até à cidade de Goiânia, mas logo depois da decolagem, o helicóptero caiu matando imediatamente os quatro amigos. FERNANDÃO, ainda respirando, morreu a caminho para o hospital. 

Jovem, rico, talentoso e famoso, FERNANDÃO morreu como morrem todos os seres humanos: sem planos e sem data marcada para morrer. De helicóptero ou de bicicleta, de causas naturais ou enfermidades, está ordenado a todos os homens morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo (Hebreus 9.27). Para onde foi a alma de FERNANDÃO? De acordo com a Bíblia, FERNANDÃO e seus amigos estão em um de dois lugares: o céu para os salvos ou o inferno para os perdidos. Se FERNANDÃO teve tempo para receber Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador, ele se encontra nos braços de Deus neste momento. 

Porém, a lição que fica para os vivos é a fragilidade e a brevidade da vida. Ricos ou pobres, a única diferença entre os seres humanos é a salvação. FERNANDÃO tinha tudo que uma pessoa deseja nesta vida: riquezas, fama, amigos influentes e muita saúde, mas, mesmo assim, ele morreu prematuramente e deixou tudo para trás. Não levou nada! 

Que Deus use a morte trágica de FERNANDÃO para nos alertar enquanto há tempo. De que forma você está vivendo a sua vida? Como um louco que não tem tempo para Deus ou como um sábio que vive cada dia para a glória de Deus: “Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? ” (Lucas 12.20). Na noite passada, Deus pediu a alma de FERNANDÃO. Em breve, ele pedirá a sua vida também e o que você tem preparado para Lhe apresentar? Aceite a Cristo e viva uma vida reta diante dos olhos de Deus. 


Goiânia, 01 de junho de 2014

COM AMOR SE PAGA!

O amor puro, não fingido, é a melhor solução para todos os problemas que enfrentamos no dia a dia. Quando estamos enfermos ou necessitados, devemos amar a Deus e confiar em Seu plano. Quando estamos decepcionados com pessoas, devemos amá-las e orar para que Deus as abençoe e quando somos feridos e prejudicados através da maldade do próximo, devemos nos entregar nas mãos de Deus sem buscar vingança ou justiça, pois Ele está no controle de todas as situações que circuncidam as nossas vidas.

Mas ao invés de amar a Deus e confiar em Seus planos, nós nos desesperamos quando a doença ou a crise financeira batem à nossa porta. Ao invés de abençoar e orar pelas pessoas que nos decepcionam, nós fugimos da presença delas mesmo que isso custe a nossa participação na igreja. Pior ainda: desejamos o mal para quem nos prejudicou. Porém, tudo isso é solução humana que advém do Diabo e da nossa própria carne. Só há derrota na solução humana: “Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna” (Gálatas 6.8). Se você é realmente salvo, você consegue, sim, reagir espiritualmente a todas às situações da vida.

Seja qual for o problema pelo qual você ou sua família estejam passando, a solução é o amor. Ame a Deus acima de tudo e de todos e ame ao próximo (seja ele quem for) assim como você se ama. Aceite a solução divina e pare de criar confusão para a sua própria vida e para aqueles que estão ao seu redor. Vamos para frente!

 

Pastor Rômulo W. Ribeiro